Uma borboleta no jardim
Uma jornada de transformação

Falar sobre mim como Terapeuta é um reescrever minha jornada de autocura, deixando vir as sombras para a luz brilhar, pois é uma jornada onde tiveram momentos em que tive a sensação de que ia surtar, de que não ia aguentar, afinal não sou diferente de ninguém na questão sombra, pois estamos todos em processo de evolução.

Para entenderem, meu contato com as questões exotéricas, holísticas, alternativas, iniciou com meus 15/16 anos quando comprava revistas de Astrologia e comecei a fazer ligação das coisas, mas aí por questões familiares, deixei de lado, pois “era errado” (huuummm) e então fui totalmente para a área administrativa. Detalhe somente agora, com 46 anos, veio a lembrança exatamente do que aconteceu que eu larguei tudo.

Fui envelhecendo, depois dos 20 anos conheci os Florais de Minas, onde a Terapeuta, que amo e tenho um carinho e gratidão enorme, começou a me apresentar outras técnicas, a me mostrar um outro olhar, mas sempre eu tinha um incomodo de pensar, que algo muito grave tinha acontecido comigo, mas não me lembrava (e realmente aconteceu, mas isso é lá pra frente que lembrei).

Com 22 anos tive uma depressão muito forte, de ficar só chorando, não conseguir realizar minhas atividades direito, tranquei faculdade (fazia Administração de Empresas), vivia de atestado médico, entre outros problemas, até que chegou um dia em que, reunida com minhas amigas fazendo um Culto no Lar, senti algo pulsar dentro de mim e me veio: O Deus que existe em você é muito maior do que essa dor. Sua família, seus amigos, são o seu tesouro. Gente foi um bálsamo, na hora eu olhei para as meninas, me veio um choro suave e um conforto na alma, está tudo certo.

O tempo foi passando, com o sair da Depressão, comecei a ter um interesse maior pelas Terapias, comprei livros, revistas, etc., um detalhe gente na época eu dava mais ao que os outros falavam do que a minha alma, cai na conversa que Terapeuta Holística não pode gostar de música comum, de dançar, de beber, de sair, e por aí vai, mais uma vez não ouvi e deixei de lado, gente tinha que ser uma santa, mas como dizem, tudo acontece na hora que tem que acontecer.

Durante todos esses anos trabalhei muito na área Recursos Humanos, principalmente Folha de Pagamento, era uma profissional “fodástica” como dizem, tanto que em 2013 quando fui demitida de uma empresa em menos de 15 dias fui convidada para ser Consultora, mas continuando bem no administrativo.

No carnaval de 2015, pós um acampamento em um carnaval com minha terapeuta de Reiki da época, fizemos uma vivência xamânica (que eu nunca havia ouvido falar até então) e o meu animal do poder apresentado foi a Borboleta, na época só pensei, Borboleta? Tão frágil, vive tão pouco, doce erro meu. Ela não deu detalhes, só pediu para eu sentir os dias de acampamento e depois, quando eu voltasse, pesquisava. E fiz isso, curti o local, a companhia dela e do filho dela. Vim embora mais cedo, pois havia marcado compromisso, mas mal sabia eu que ali mesmo a borboleta já estava atuando em sua mais poderosa terapia: Transformação.

Logo já voltei inquieta, comecei a olhar para iniciar as formações e as primeiras que fiz foram Reiki e logo em seguida Florais de Bach. E daí começou minha jornada, fiz 2 formações de um ano cada pelo SER Essencial, e paralelamente várias outras técnicas. Quando em 2019 veio uma grande virada em minha vida, foi um ano de muitas liberações, de muitas provas e muitas transformações.

Em agosto/2019 participei de um retiro e tivemos Dança Circular nele, gente, pensa numa pessoa que voltou mais uma vez inquieta, tão inquieta que no mês seguinte fiz inscrição no curso e fiz a formação naquele ano mesmo. Em meados de outubro eu fiz inscrição para concorrer uma bolsa do curso de Thetahealing e falei: só faço se eu ganhar bolsa, nem me lembrava mais da inscrição, aí participei do Sabbat de Outubro, onde tive muita liberação e me reconectei com toda minha ancestralidade bruxa e voltando pra casa eu recebo a mensagem que tinha ganhado 30% da bolsa. Gente, olhe a manifestação aí, eu virei o celular e falei não vou fazer. Ai, chegando em casa, sinto um sussurrar: você pediu. Respirei fundo e na segunda a noite começou meu curso.

Já no primeiro dia foram várias liberações, mas a principal, foi a recordação da encarnação em que eu fui bruxa e queimada na fogueira (novidade), só que pra mim foi um baque, pois eu carregava muito ainda dos padrões da família, principalmente o de não ser quem eu realmente sou. Ai gente, literalmente comecei um período de muitas liberações e ao mesmo tempo um inferno astral físico (se é que isso existe). Sai do curso e falei, maravilhoso, mas vou continuar com todas as demais formações.

Mas aí em 2020 me aprofundei mais no Thetahealing, e durante uma das manifestações (uma das técnicas do Thetahealing) foi me trago: Terapia Quântica Transformacional. Custei aceitar, pois estava fazendo uma mentoria e na mentoria ela trouxe outra coisa, ai sai dessa mentoria, entrei em outra mentoria e veio outra coisa. Nesse vai e vem fiz também outras técnicas que aprofundei mais e mais no SER como um todo e sempre me vindo Terapia Quântica Transformacional.

Agora em 2021, fiz as formações em Registros Akashicos, Constelação Familiar e Hipnoterapia, dentre o aperfeiçoamento de outras e a confirmação Terapia Quântica Transformacional veio mais forte do que nunca, com tanta intensidade, que meu coração explode de alegria, entusiasmo e uma certeza: uma jornada de transformações em minha vida e na vida de outras pessoas com Amor, levando a luz onde só a escuridão.

Vou colocar todas as terapias que tenho formação, para vocês compreenderem todo esse universo: Thetahealing, Constelação Familiar, Registros Akáshicos, Cura Multidimensional Arcturiana, Apometria, Astrologia, Aromaterapia, Cromoterapias, Reiki, Florais, Tarô, Programação Neurolinguística, Hipnoterapia, Radiestesia, Auriculoterapia, Cone Chines, Argiloterapia, Magnetismo, Cristal terapia, Terapia da Polaridade, Reflexologia, Meditação, entre outras. Ual….

Uma coisa quero trazer para vocês, quando é nosso propósito, podemos fugir dele, por várias vezes, mas ele sempre estará em nós, esteja certa disso.

Espero que vocês tenham uma LINDA VIDA VIVA com muito amor.

Renata Cintia (contato@renatacintia.com.br)

01/10/2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.